Header Ads Widget

header ads

Colegas de jovem que morreu em prova da PM lamentam: “Cheia de sonhos”

[ad_1]

A morte de Gabriela Rosa repercutiu entre os colegas nos grupos de aprovados do concurso da Polícia Militar do Distrito Federal. Ela teve um mal súbito e desmaiou durante o Teste de Aptidão Física (TAF), para ingresso à corporação. A jovem foi submetida à avaliação nesse domingo (28/1), quando acabou passando mal e desmaiando. Ela foi levada às pressas ao hospital, mas faleceu nesta segunda (29/1).

Grupos no WhatsApp e Telegram com concurseiras da PMDF divulgaram o caso, informando que a candidata chegou a ser internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Daher, no Lago Sul, em estado gravíssimo com lesão renal e muscular, mas não resistiu.

Nas plataformas, os colegas fizeram um grupo de oração e, após a notícia da morte, lamentaram o ocorrido. “Que sentimento horrível. Tão cheia de sonhos. Isso me quebra”, disse uma das colegas de Gabriela. Veja imagens:

0

Em outro aviso, os colegas reforçam o momento doloroso da perda da Gabriela. “Não a conhecia, mas eu estou muito triste com o acontecimento”, destacou. “Que Deus em Sua infinita misericórdia possa ser o alicerce e o consolo de uma família que perde uma menina com um futuro promissor pela frente”, seguiu a mensagem.

Testemunhas viram Gabriela sendo atendida e, logo depois, colocada em uma ambulância. No Instagram, a conta da Comissão de Aprovados PMDF 2023 publicou uma nota de pesar nesta segunda-feira (29/1).

0

“Rogamos a todos que orem pela alma da Gabriela e para que Deus conforte a sua família. A morte é algo inevitável, todos nós nascemos para encontrá-la um dia, mas ninguém nunca está preparado para isso. Hoje perdemos uma irmã de trajetória que lutava pelo seu sonho de ser policial. Que Deus, em Sua infinita misericórdia, possa ser o alicerce e o consolo de uma família que perde uma menina com um futuro promissor pela frente. Descanse em paz, Gabriela Rosa.”

A suspeita é de que ela tenha sofrido rabdomiólise, uma ruptura do tecido muscular esquelético, mas não há informações oficiais divulgadas pelo hospital.

PMDF lamenta

Em nota, a Polícia Militar disse que “lamenta profundamente o ocorrido e se solidariza com familiares e amigos da candidata que buscava ingressar na Corporação”.

“Com relação ao Teste de Aptidão Física (TAF), cabe esclarecer que todos os aspectos que envolvam a aplicação das provas são de responsabilidade da banca examinadora. Não houve nenhuma participação da Polícia Militar do Distrito Federal durante os dois dias do TAF. Portanto, pedimos que encaminhe os questionamentos sobre o ocorrido à Banca Organizadora do Concurso Público.”

[ad_2] Source link https://www.blognaativa.com.br/colegas-de-jovem-que-morreu-em-prova-da-pm-lamentam-cheia-de-sonhos/?feed_id=1465&_unique_id=65b869c9a52f4

Postar um comentário

0 Comentários

header ads