Header Ads Widget

header ads

Reduto de Boulos e Nunes, zona sul vira campo de batalha por votos

[ad_1]

São Paulo – Com quase um terço do eleitorado da cidade, a zona sul de São Paulo deve ser o principal campo de batalha eleitoral neste ano. Os três principais pré-candidatos à Prefeitura, Guilherme Boulos (PSol), Ricardo Nunes (MDB) e Tabata Amaral (PSB) são da região e, no caso de Boulos e Nunes, seus principais aliados políticos têm ali seus redutos eleitorais.

Com Boulos, estão os vereadores petistas Jair e Arselino Tatto, que têm tantos votos em Capela do Socorro que a região é apelidada de “Tattolândia”. Além disso, sua pré-candidata a vice, Marta Suplicy, traz o trunfo de ter vencido em dois dos bairros da zona sul em sua última campanha à Prefeitura, em 2016.

No caso de Nunes, ele conta com o vereador Milton Leite, presidente da Câmara Municipal, cacique político que, por duas vezes, teve a campanha para vereador com mais gastos do país e emprega um exército de cabos eleitorais todos os anos (na última eleição, foram mais de 500).

0

 

Dos 9,3 milhões de eleitores do município, segundo dados de 2022 do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), mais de 3,05 milhões (cerca de 32%) residem na zona sul. A região é a segunda com mais eleitores na cidade, atrás apenas da zona leste, com 3,19 milhões de votantes.

Os redutos de Nunes e Milton Leite

Atual prefeito e candidato à reeleição, Nunes cresceu no Parque Santo Antônio, bairro onde se firmou como empresário ao abrir uma companhia de dedetização, hoje no nome do filho dele, e integrar associações empresariais da área. Filho de uma vereadora de Embu-Guaçu, ele começou a vida política em sua região de origem.

O prefeito também tem como reduto eleitoral o bairro de Interlagos, onde vive atualmente, e possui projeção no distrito de Pedreira, área que o ajudou a se eleger vereador em 2012 e 2016.

Principal aliado de Nunes, o vereador Milton Leite também possui influência em Pedreira, em Parelheiros e em toda a área de M’Boi Mirim, além de deter o controle das subprefeituras da zona sul.

Vereador desde 1997, Leite está no quarto mandato consecutivo – e inédito – como presidente da Câmara Municipal e também controla o bilionário setor de Transportes da cidade.

Boulos, Marta e “Tattolândia”

Embora tenha sido criado em Pinheiros, bairro nobre da zona oeste, Boulos vive há mais de dez anos no Campo Limpo, bairro vizinho ao Parque Santo Antônio, reduto de Nunes.

O psolista iniciou a vida política na zona sul à frente da militância do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) e mudou-se para o Campo Limpo porque a mulher dele, a ativista Natalia Szermeta, nasceu e cresceu na região.

Com boa aceitação também no Capão Redondo, Boulos obteve a maioria dos votos no segundo turno das eleições municipais de 2020 nos dois bairros e no Grajaú, Valo Velho, Piraporinha e Parelheiros. Na ocasião, ele foi derrotado pelo então prefeito e candidato à reeleição, Bruno Covas (PSDB).

Mapa mostra os redutos eleitorais da zona sul de São Paulo - Metrópoles
Mapa mostra os redutos eleitorais da zona sul de São Paulo

Além de uma série de outros motivos, a escolha de Marta Suplicy como vice de Boulos foi vista como positiva por petistas também por causa da aceitação que a ex-prefeita ainda mantém no Grajaú e em Parelheiros, ambos no extremo sul. Em 2016, quando disputou a eleição pela última vez, foi a candidata mais votada nas duas regiões.

Além de Marta, Boulos também contará com o apoio do clã dos Tatto, como é conhecida a família de cinco parlamentares petistas que possui o domínio eleitoral da Capela do Socorro, região da zona sul também conhecida como “Tattolândia”.

Os vereadores Jair e Arselino Tatto devem disputar a reeleição e buscar os votos dos eleitores da área. Junto deles, no palanque, também devem constar os deputados federais Nilto e Jilmar, que é secretário nacional de Comunicação do PT, e o deputado estadual Ênio Tatto.

Inicialmente, o clã Tatto era contrário ao apoio petista à campanha de Boulos por entender que o PT deveria ter um candidato próprio. No entanto, após o apoio oficial do partido à candidatura psolista, o grupo passou a participar das agendas de Boulos na capital.

Tabata quer iniciar pré-campanha na zona sul

Nascida e criada na Vila Missionária, bairro periférico localizado em Cidade Ademar, também no extremo sul da cidade, Tabata Amaral reforça constantemente seus laços com a na zona sul em entrevistas e declarações públicas.

A deputada federal pretende lançar sua pré-candidatura no bairro, em 25/1, aniversário da cidade e feriado municipal, na casa onde cresceu e onde ainda vive sua mãe.

[ad_2] Source link https://www.blognaativa.com.br/reduto-de-boulos-e-nunes-zona-sul-vira-campo-de-batalha-por-votos/?feed_id=9493&_unique_id=65ae198937bca

Postar um comentário

0 Comentários

header ads