Header Ads Widget

header ads

Bolsonaro grava vídeo de apoio a líder da extrema-direita de Portugal

[ad_1]

De férias no Nordeste, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) gravou vídeo de apoio ao deputado André Ventura, líder do Chega, partido português de extrema-direita. Ventura concorre ao posto de primeiro-ministro do país.

No vídeo, o ex-presidente diz: “A todos de Portugal, em especial os brasileiros, nós temos um encontro agora aí com as urnas. É muito importante para todos nós que André Ventura, do Chega, consiga essa cadeira de primeiro-ministro. É a direita, é o conservadorismo, (são) as pessoas de bem que estão se fazendo cada vez mais presente nesse momento”.

Em resposta, Ventura escreveu: “Agradeço ao ex-presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, a mensagem de apoio para as legislativas 2024. Eles sabem bem como a esquerda tornou o seu país num antro de miséria e corrupção”.

Veja:

Bolsonaro recebeu apoio de Ventura

A manifestação é uma retribuição a Ventura, que, à época do período eleitoral no Brasil, em 2022, chegou a fazer um vídeo pedindo votos: “O regresso de Lula ao poder é uma tragédia para o Brasil, para a América Latina e para o mundo que fala português. Em Portugal, não temos dúvida: Bolsonaro é a escolha certa”, disse.

Já em janeiro de 2023, Ventura insultou o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em discurso feito na tribuna do Parlamento português, chamando Lula de “bandido”.

“Compreendemos a fúria e angústia de milhões de brasileiros por verem o seu país governado por um bandido”, declarou Ventura.

O parlamentar foi repreendido pelo presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, por ter usado uma expressão ofensiva contra um chefe de Estado de “um país amigo de Portugal”.

O Chega é acusado de xenofobia por imigrantes brasileiros que tentaram se filiar ao partido. Em 2021, uma ex-dirigente da legenda em Braga, a brasileira Cibelli Pinheiro de Almeida, acusou colegas de perseguição por eles se recusarem a mantê-la no partido.

Eleição em Portugal

A eleição para primeiro-ministro de Portugal vai ocorrer em 10 de março de 2024. Em novembro, o presidente Marcelo Rebelo de Sousa dissolveu o Parlamento e anunciou a convocação de eleições antecipadas.

Essa votação vai acontecer porque o primeiro-ministro António Costa renunciou ao cargo, após ser envolvido em um escândalo de corrupção. Ele foi alvo de uma operação policial que investiga um escândalo de corrupção no setor de energia.

[ad_2] Source link https://www.blognaativa.com.br/bolsonaro-grava-video-de-apoio-a-lider-da-extrema-direita-de-portugal/?feed_id=4309&_unique_id=65941fefa588e

Postar um comentário

0 Comentários

header ads