Os missionários libertados, um canadense e um americano, foram acolhidos pelas autoridades e estão seguros e “de bom humor”, informou a agência responsável por seu envio ao Haiti, Christian Aid. Através de um comunicado, a agência pontuou que não poderia fornecer os nomes dos libertados, o motivo de sua libertação ou outras informações, como por exemplo a situação dos outros 15 reféns.