O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta 6ª feira (22.out) que o governo não fará "nenhuma aventura" no pagamento do programa Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família, e que o valor de R$ 400 do benefício foi definidido com "responsabilidade".

Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, minimizou as alterações no teto de gastos para viabilizar o pagamento das parcelas do programa. Segundo Guedes, o "teto é um símbolo" e o governo não deixará pessoas passarem fome.

A Comissão Especial da Câmara aprovou, na noite desta 5ª feira (21.out), o texto-base da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos Precatórios. A medida prevê mudanças para o pagamento de dívidas do governo federal com funcionários públicos, e veio com a proposta de abrir espaço no orçamento para aumento do valor do programa assistencial Auxílio Brasil, que vai substituir o Bolsa Família.

O programa vai ao ar de segunda a sexta às 17h30, no @SBT News
__________________________________________________
Saiba mais em: https://www.sbtnews.com.br/

#PoderExpresso #SBTNews #Covid19