Depois de um impasse com os empresários da área de alimentação, o governo argentino impôes o congelamento de preços de quase 1.500 itens. Ou seja, os produtos não podem sofrer aumento até 7 de janeiro de 2022.

Inscreva-se no nosso canal:
youtube.com/c/recordnews

Siga a Record News no TikTok: @recordnews