Região Administrativa a receber a terceira edição da Cidade da Segurança Pública (CSP), o Gama conta com uma programação direcionada ao enfrentamento da violência de gênero. Além de palestras sobre a temática e grupos de conversa, até sábado (2), equipes do Programa de Prevenção Orientado à Violência Doméstica e Familiar (Provid) – e da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher Móvel (Deam Móvel) estarão  na região orientando aos moradores que forem até o estande montado ao lado da Biblioteca Pública do Gama. As ações ocorrem entre 9h e 14h).

Todos os atendimentos seguem os protocolos sanitários, como uso de máscara e de álcool em gel e limite de público para evitar aglomeração. Para o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo, a programação direcionada para o combate da violência em eventos como a CSP são importantes para a divulgação dos canais de atendimento e denúncia.

“Em nossos projetos, como é o caso da Cidade da Segurança Pública, e também da Área de Segurança Prioritária (ASP), que ocorre na Estrutural desde junho, damos atenção especial para essa temática. Esta é uma forma de divulgar nossos canais de denúncia e orientar a população, não apenas as mulheres, mas o público em geral, a identificar situações de violência e o que fazer nestes casos. Temos uma campanha ininterrupta, a Meta a Colher, em que incentivamos a denúncia para, neste sentido, cessar a escalada da violência e evitar feminicídios”.

Todos os atendimentos seguem os protocolos sanitários, como uso de máscara e de álcool em gel e limite de público para evitar aglomeração  Foto: Divulgação/SSP/DF

Nesta sexta-feira (1º), servidores da Secretaria de Segurança Pública realizaram a palestra ‘A Mulher deve ser a protagonista de sua felicidade para não ficar sujeita á violência, discriminação e desvalorização’. O objetivo é o fortalecimento e empoderamento feminino.

As ações programadas possibilitam ao público conhecer e interagir com abordagens da segurança pública sobre a temática de proteção da mulher.

“As ações são realizadas por profissionais especializados, de forma criativa e inovadora, contribuindo de forma transversal com a prevenção da violência, do fortalecimento da autoestima, do desenvolvimento de valores e da formação cidadã. Esta é uma das políticas prioritárias para a SSP/DF e das forças de segurança e não poderia ficar de fora de nossa programação, que foi preparada de forma tão cautelosa e levando-se em consideração as peculiaridades da região”, completa Danilo.

Provid e Deam Móvel

Equipes do Provid estarão sábado (2) na Cidade da Segurança fazendo orientações sobre as formas de acesso ao programa. “Acolhemos essa mulher, fazemos orientações, damos exemplos das diversas formas de violência e, se realmente se sentirem fortalecidas e decididas orientamos como denunciar”, explica a responsável pela ação no Gama, sargento Carla Martins.

De acordo com a policial, as equipes que estão na CSP distribuem cartões com os telefones do 9º Batalhão da Polícia Militar (PMDF), responsável pela região.  “Entregamos cartões de visita com nossos telefones – nosso WhatsApp (99307-0003) e do próprio batalhão (3190.0983), para facilitar a comunicação em situações emergenciais”, explica.

Nos mesmos dias, a Deam Móvel também estará no local para atendimento do público presente. Os policiais lotados na unidade policial farão orientações à população sobre a Lei Maria da Penha. A ação tem como objetivo conscientizar mulheres vítimas de violência, bem como da população em geral, em relação à importância do registro policial.

Também serão distribuídas cartilhas com informações sobre a lei e sobre medidas protetivas e registros por meio da Maria da Penha On-line, da Polícia Civil do DF (PCDF).

Não será possível registrar ocorrências na Deam Móvel, devido às medidas sanitárias em decorrência da covid-19, mas aquelas mulheres que precisarem registar ocorrência serão orientadas a buscar umas das delegacias da região – a 14ª ou 20ª delegacias.

Secretaria da Mulher

A Unidade Móvel da Secretaria da Mulher estará no local. A equipe da SMDF realizará rodas de conversas sobre enfrentamento à violência de gênero e também irá promover palestras sobre promoção da saúde da mulher e prevenção ao câncer de mama.

* Com informações da SSP/DF