A partir desta sexta-feira (1º), o Restaurante Comunitário de São Sebastião passa a vender, também, o café da manhã. Ao valor de R$ 0,50, a refeição vai ser servida das 7h às 8h30. A unidade ficou fechada por 20 dias para troca da empresa gestora, dos equipamentos e readequação do funcionamento para a inclusão do desjejum no cardápio.

“Trata-se de uma refeição fundamental para o cidadão, seja aquela que está indo para o trabalho, para a escola ou demais atividades cotidianas”
Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

Esse é o sexto refeitório a aderir ao serviço. Anteriormente, Brazlândia, Paranoá, Sol Nascente, Samambaia e Estrutural já haviam implantado o serviço. Além, obviamente, do almoço servido de segunda a sábado, entre 11h e 14h, ao preço de R$ 1 – com gratuidade para pessoas em situação de rua acompanhadas pelo Serviço Especializado de Abordagem Social, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

“Atrás apenas de Brazlândia e Riacho Fundo, a unidade de São Sebastião é a terceira com maior movimento registrado nos oito primeiros meses deste ano, com 387.719 almoços vendidos. Isso reforça a necessidade urgente de abrir o café da manhã para essa comunidade”, enfatiza a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

De acordo com a gestora, a pasta vai seguir com a expansão gradativa do desjejum para outros restaurantes. “Trata-se de uma refeição fundamental para o cidadão, seja aquela que está indo para o trabalho, para a escola ou demais atividades cotidianas”, complementa a secretária.

Sempre com um carboidrato, uma fruta e uma bebida, o cardápio está disponível em www.sedes.df.gov.br. “Toda a montagem das opções tem a participação de nutricionistas da secretaria e das empresas gestoras das unidades, como o objetivo de oferecer uma refeição nutritiva, balanceada, saudável e saborosa”, explica a subsecretária de Segurança Alimentar e Nutricional, Karla Lisboa.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social do DF