O presidente do Comitê Nacional de Secretários da Fazenda (Comsefaz), Rafael Fonteles, rechaçou a ideia em discussão na Câmara dos Deputados de estabelecer uma taxa fixa de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias) por litro de combustível. Ele disse que mudar a tributação não vai resolver a volatilidade dos preços da gasolina e defendeu mudanças na política de preços da Petrobras.

"Qualquer projeto que coloque como motivo da oscilação de preços dos combustíveis os tributos não resolve o problema ao qual se propoe resolver. O aumento do preço dos combustíveis, gasolina, óleo diesel, gás de cozinha, nada tem a ver com a questão dos impostos estaduais porque eles não mudaram nos últimos anos e, mesmo assim, o preço desses combustíveis subiram mais de 50%. Então, o que explica esse aumento é a política de preços da Petrobras, que vincula o preço ao mercado internacional do barril de petróleo e ao dólar".
________________________________________________________
Saiba mais em https://www.sbtnews.com.br