Carlos Eduardo Souza, 24 anos, estava desempregado há quatro anos e sem expectativa de mudar essa realidade. Mas a partir desta quinta-feira (30), ele se tornou uma das 500 pessoas selecionadas para participar do Renova-DF. Eles vão aprender serviços nas áreas de construção civil e jardinagem – com direito a um salário mínimo, auxílio-transporte e seguro contra acidentes pessoais – ao mesmo tempo, que reformam cerca de 26 espaços públicos de Arniqueira.

A ideia do governo é dar oportunidade de que essas pessoas voltem ao mercado de trabalho. As inscrições para mais 1,5 mil vagas estão abertas até esta quinta-feira (30) (confira link abaixo).

“Eu busquei uma oportunidade para crescer. Mesmo quando acabar o curso, pretendo continuar me aperfeiçoando na área que escolhe aprender, a da serralheria”, contou Carlos Eduardo. “Eu estava totalmente sem renda e, agora, vou poder ajudar em casa”, comemorou o morador da Estrutural.

Colega de curso de Carlos Eduardo, Taís Conceição, 20 anos, também está contente com o início das aulas. “Estou ansiosa para aprender sobre serralheria e tenho certeza que essa oportunidade vai ajudar no meu futuro, para encontrar um trabalho”, afirmou ela, que também é moradora da Estrutural.

Durante o lançamento do programa, que ocorreu na praça Vila Velha, o secretário de Governo, José Humberto Pires, destacou a importância da inciativa. “O Renova-DF nasceu para transformar as nossas cidades e a esperança das pessoas. Vocês estão aqui hoje porque acreditam em dias melhores e isso acontecerá. Uma oportunidade de trabalho pode transformar a vida de uma pessoa e espero que isso aconteça com vocês”, ressaltou.

A ideia do governo é dar oportunidade de que essas pessoas voltem ao mercado de trabalho. As inscrições para mais 1,5 mil vagas estão abertas até esta quinta-feira (30) | Foto: Renato Alves / Agência Brasília

O secretário de Trabalho, Thales Mendes, lembrou que a cidade está passando por um processo de regularização. “O Renova-DF vem para dar acompanhamento e reforço para que as pessoas fiquem mais satisfeitas, que a região está melhorando de verdade. O programa vem para contribuir com as ações que já começaram a ser feitas pelo governo”, salientou.

“A população está muito feliz. Há muito tempo que não se fazia nada pela cidade”, lembrou a administradora de Arniqueira, Telma Rufino. “Amanhã a cidade completa 2 anos desde sua criação e hoje os moradores já começaram a receber os presentes, como é o caso desse programa”, comemorou a responsável pela cidade.

O presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), Rafael Prudente, parabenizou a iniciativa do governo local. “É um trabalho integrado entre o GDF e a CLDF. Esse é o nosso papel: fazer mais, votar mais, para dar respostas que a sociedade precisa. Parabéns a Secretaria de Trabalho e todo o governo”, elogiou.

Programa

Os alunos participam de uma formação de três meses com 20 horas semanais. Eles têm aulas teóricas e práticas ministradas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para cursos de carpinteiro, jardineiro, eletricista, encanador, serralheiro e pedreiro. Nas aulas práticas, os estudantes realizam a recuperação de quadras poliesportivas, praças, parquinhos infantis, parques, pontos de encontro comunitário, jardins e campos de futebol sintéticos.

Os participantes devem ter frequência e aproveitamento igual ou acima de 80% para receber os auxílios e o certificado de conclusão de curso. Os que ficarem acima desse percentual poderão participar, gratuitamente, de qualquer outra formação oferecida pelo Senai. Alunos analfabetos terão curso de alfabetização sem custos.

Esta semana, o Renova-DF foi lançado em São Sebastião. O projeto já passou por Ceilândia e Samambaia, formando 846 estudantes e reformando cerca de 100 equipamentos públicos. Desse total de formandos, 117 já foram contratados por empresas que prestam serviço para o governo. As próximas cidades que devem receber o Renova-DF são Guará e Riacho Fundo II.

Os estudantes já foram selecionados e entregaram toda a documentação, portanto, não há como se inscrever mais nesta etapa. Participam pessoas com mais de 18 anos; moradores do DF; nato, naturalizado ou estrangeiro em situação regular no país; e em situação de desemprego.

O programa é uma parceria entre as secretarias de Trabalho, Governo e Transporte e Mobilidade; das companhias Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) e Energética de Brasília (CEB); Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF).

Participe

As inscrições para o Renova-DF podem ser feitas pelo site da Secretaria de Trabalho até esta quinta (30). O resultado final da seleção e a convocação dos candidatos será divulgado no mesmo site na próxima segunda-feira (4). Para participar é preciso ser brasileiro nato ou naturalizado, ou estrangeiro em situação regular no país, que esteja desempregado em busca de nova qualificação e/ou requalificação na área da construção civil; maior de 18 anos; comprovar a situação de desemprego e morar na capital.