O presidente da Câmara Legislativa do DF, Rafael Prudente do MDB, participou nesta quinta-feira (13), da cerimônia de lançamento do Programa Educador Esportivo Voluntário ocorreu no Palácio do Buriti nesta manhã de quinta (13).

A Secretaria de Esporte e Lazer do DF lançou o Programa Educador Esportivo Voluntário, que beneficiará 12 mil pessoas entre professores e alunos. De forma gratuita para os alunos, os profissionais serão agentes do condicionamento físico da população, combatendo o sedentarismo.

As séries esportivas serão realizadas em espaços públicos em todo DF, com 400 professores voluntários. A ajuda de custo mensal será de R$ 800.

governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, durante pronunciamento, lembrou o trabalho da, hoje deputada federal, Celina Leão (PP), quando foi secretária de Esporte e Lazer deixou tudo encaminhado para Giselle Ferreira de Oliveira, que tem tocado com sua equipe trabalho de união com os esportistas de todo o DF.

Ibaneis citou o carinho do ministro da Cidade, João Roma, tem dedicado aos projetos do DF apresentados. “Eu conheço a competência e o carinho de Roma pelo povo brasileiro e pelo seu estado o que vai nos deixar um legado muito importante.”

O governador informou que trabalhará para dobrar de 500 para 1000 os participantes do programa “o mais rápido possível”. Ele acrescentou que os parques e áreas públicas, nos campinhos e quadras e a criançada brincar serão utilizados pelas crianças, que, inclusive serão entregues uniformes e chuteiras para os pequenos.

O presidente da CLDF, deputado Rafael Prudente, enalteceu a quantidade de pessoas voluntárias. Ele citou ter visto pessoas que tiram de casa para poder investir num projeto social. Ele classificou o programa como um dos mais importantes que participou, pela abrangência que terá, com quase 500 pessoas que serão contratadas.

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Segundo Prudente, são inúmeros projetos sociais no DF e o que se faz agora com o programa é reconhecer essas pessoas, especialmente, nesse momento tão difícil. O custo de um preso é mais de R$ 60 mil por ano aos cofres do governo. “Você vai fazer um investimento de menos de R$ 10 mil por ano num professor como esse para cuidar de centenas de crianças e alunos, jovens, que tenho certeza poderemos desenhar um futuro diferente para cada uma dessas pessoas”

Prudente afirmou que a CLDF continuará investindo no esporte em especial nessa gestão tão ativa e nesse projeto não faltarão recursos. Os outros 23 deputados irão aprovar este programa para o social da nossa cidade.