Estratégia de analista rende dois ganhos de mais de 170% em um mês


São Paulo – Duas operações com ganhos de mais de 170% em menos de um mês. Esses foram os resultados que alunos do analista Fernando Góes, da Clear, comemoraram nesta semana após seguirem duas de suas recomendações, uma com opções da Vale, e outra com papéis da Gerdau.

O call de entrada em VALED89 (entre R$ 0,70 e R$ 0,74) foi disparado pelo aplicativo do projeto A Grande Tacada no dia 18 de março. A saída do ativo, por sua vez, foi sugerida nesta quarta-feira (14), quando os papéis operavam na faixa de preço entre R$ 2,10 e R$ 2,15.

Já o call de compra de GGBRD313 foi recomendado no dia 6 de abril, com preço de compra sugerido entre R$ 0,20 e R$ 0,22. Uma semana depois, nesta terça-feira (13), a operação foi encerrada com sugestão de venda entre R$ 0,50 e R$ 0,55.

“Obrigado, irmãos Góes. Trava de alta VALE3, com entrada a R$ 0,75 e saída a R$ 2,15”, publicou um aluno na comunidade administrada pela equipe do analista.

“Meu primeiro 3×1. Trava de Alta em GGBR4. Entrada a 0,24, saída em 0,66”, registrou outro investidor na plataforma.

Ganhos de 3×1, isto é, operações em que o capital investido valoriza mais de 200%, não são típicos em horizontes tão curtos de tempo. Góes ressalta, contudo, que é possível buscá-los, desde que o investidor esteja ciente dos riscos envolvidos e saiba agir estrategicamente.

Para garantir essas duas premissas, os alunos do analista fazem uso da chamada regra dos 10 tiros.

A estratégia consiste em separar o valor principal do investimento em 10 fatias iguais, e destinar cada uma delas a uma opção selecionada pelo analista. “Normalmente são opções de 20 centavos ou mais, um pouco mais caras que o ‘pozinho’, mas em que vejo maior probabilidade de ganhos”, explica.

Não precisa acertar todas

O objetivo de Góes é usar a Análise Técnica para acertar ao menos 50% das operações, o que não significa necessariamente sair no “zero a zero”.

Como as perdas com opções são limitadas a 100% do capital investido e os ganhos podem ser da ordem de 200%, 500% ou até raros 900% (um 10×1), a ideia é que poucos “tiros” sejam suficientes para superar as perdas restantes.

Como em toda operação de renda variável, há riscos de perda relevantes a serem considerados pelo investidor, motivo pelo qual a estratégia é recomendada apenas para investidores de perfil agressivo, dispostos a expor uma pequena fatia de seu patrimônio.

Ao contrário do que muitos acreditam, porém, Góes ressalta que essa não é uma estratégia de day-trade, mas sim de swing-trade, uma vez que o preço das opções pode demorar para oscilar, principalmente se as ações de referência andarem de lado.

“Existem momentos que fico 4 meses fora do mercado, porque uma ação precisa subir 7, 15%, 20% para as opções darem uma grande pancada”, explica.

Se você tem interesse em conhecer melhor a regra dos 10 tiros e participar do projeto A Grande Tacada, basta acessar este link. As inscrições para a nova turma estão abertas por tempo limitado.





Source link