Governo unido para enfrentar atual momento da pandemia de Covid-19 – Agência Brasília

0
24


Foto: Renato Alves/Agência Brasília
Da reunião, novos encontros foram definidos, como um promovido pelas pastas de Economia, Desenvolvimento Econômico e Empreendedorismo para alinhar medidas e socorro ao setor | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

O governador Ibaneis Rocha reuniu todo o secretariado, presidentes de empresas públicas e dirigentes de órgãos para a tomada de decisões no enfrentamento ao atual momento da pandemia de Coronavírus (Covid-19). O encontro deste sábado (27) ocorreu no Palácio do Buriti e serviu para o alinhamento de decisões e reforçar uma característica dessa gestão: a integração.

Ibaneis Rocha abriu a reunião citando os esforços de cada secretaria e empresas e autarquias para a cidade não parar, assim como não parou em 2020. Também foram anunciados novos leitos para o DF, assim como o reforço de que o transporte público não sofrerá alterações em seu funcionamento, bem como a zeladoria das cidades.

“Não podemos deixar o governo parar, assim como não deixamos o DF parar em momento nenhum. Vamos ter que nos organizar muito, cada um dentro da sua secretaria, porque agora vai ser muito mais desafiador do que no ano passado. A força que vamos ter que empreender esse ano é muito superior à que empreendemos no ano passado”, aposta o chefe do Executivo.

Aos gestores, Ibaneis Rocha afirmou que o decreto publicado na sexta-feira (26), que determina o lockdown em todo o DF, vai passar por ajustes e uma nova publicação será feita neste sábado (27) em edição extra do Diário Oficial, com a flexibilização de algumas medidas em áreas de menor impacto.

“Nós, como governo, não podemos parar. Nós temos que nos manter firmes e trabalhar e gerar confiança”Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal

“A gente precisa de um prazo de 15 dias para atender a população. Depois disso vamos para a segunda fase, que é a do fechamento das 20h às 5h, e aí até o mês de junho, julho, a gente deve sair de qualquer tipo de restrição”, disse o governador ao fazer uma previsão para os próximos meses, caso a redução de casos se confirme. “Nós, como governo, não podemos parar. Nós temos que nos manter firmes e trabalhar e gerar confiança”, reforça Ibaneis Rocha. “Não tomo essa medida com nenhum tipo de prazer. É um sofrimento muito grande, mas, infelizmente, as medidas precisam ser tomadas”.

Ao longo de toda a reunião os gestores se manifestaram e apontaram as peculiaridades de cada pasta e empresas públicas. Da reunião, novos encontros foram definidos, como um promovido pelas pastas de Economia, Desenvolvimento Econômico e Empreendedorismo para alinhar medidas e socorro ao setor.

Mais leitos

A reunião também trouxe anúncios importantes na mobilização de novos leitos e outras medidas. O DF vai ganhar 100 novos leitos de UTI na próxima semana.

“Além dos leitos que nós estamos abrindo hoje pela manhã, que são 20, nós teremos um investimento de R$ 59 milhões para a abertura de 100 leitos nos próximos dias”, explica Osnei Okumoto. Atualmente, o DF dispõe de 329 leitos, somando os de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e os de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI).

Além destes 100 novos leitos, o governo trabalha para abrir mais 60 leitos nos hospitais de Base e de Santa Maria num futuro próximo.

Também na linha de saúde, o vice-governador Paco Britto afirmou, na condição de presidente do Comitê Todos Contra a Covid-19, a doação de 400 mil unidades de álcool gel e 400 mil máscaras a todo o DF e Entorno para reforçar o enfrentamento ao vírus. “Estou aberto a todos para, juntos, encontrarmos a solução, porque os problemas vão sempre existir”, pontuou Paco Britto.

R$ 2,5 bilhõesé valor da nova linha de crédito que será liberada para a população, com taxas reduzidas, dentro de um novo programa intitulado Acredita DF, do BRB

Socorro à economia

Presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa anunciou uma nova linha de crédito de R$ 2,5 bilhões para a população, com taxas reduzidas, dentro de um novo programa intitulado Acredita DF, que será amplamente divulgado pelo banco.

Cuidado das Cidades

Nomes à frente da zeladoria das administrações regionais, o secretário de Governo, José Humberto Pires, e o diretor-presidente da Novacap, Fernando Leite, destacaram que, mais do que nunca, o trabalho será integrado e não vai parar.

“Precisamos equilibrar as coisas entre o econômico e o social e entre as nossas vidas e nossa sobrevivência. Vou me reunir à tarde neste sábado com todos os administradores e a mensagem é que nós precisamos manter a cidade em funcionamento”, avisa José Humberto Pires.

“O DF não pode parar e as empresas que têm o compromisso de cuidar da zeladoria da cidade vão continuar em funcionamento. Vivemos um período de chuvas torrenciais e uma preocupação é cuidar disso. Nós vamos manter os órgãos em funcionamento”, acrescenta Fernando Leite.

Galeria de Fotos

Governador reunido com secretários



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here