Grupo de Puebla pede a suspensão de sanções contra

0
10


O Grupo de Puebla emitiu um comunicado, neste domingo (21), no qual reitera a necessidade de suspender o bloqueio econômico, financeiro e comercial que atinge Cuba e Venezuela, no marco da luta contra a pandemia da covid-19.

“O caráter ilegal e de ingerência dos bloqueios afeta os direitos humanos da população mais vulnerável dos dois países, em momentos em que se atravessa uma crise sanitária sem precedentes”, indica o comunicado.

:: Leia mais: Vítimas do bloqueio à Venezuela: o desafio para criança se curar de doença rara ::

Em seu pronunciamento, o grupo enfatiza que as medidas ilegais contra os países latino-americanos os impede de importar alimentos e medicamentos. “Os dois países [Cuba e Venezuela] necessitam de insumos médicos, alimentos e vacinas para gestionar e superar a pandemia”, afirma.

“Como Grupo, solicitamos aos órgãos internacionais, governos, líderes e todas e todos aqueles que estejam comprometidos com a democracia, a justiça social e a paz para comprometer-se com os povos de Cuba e Venezuela”, aponta o Grupo de Puebla.

:: Saiba também: Em carta a Biden, movimento de solidariedade a Cuba pede fim de bloqueio econômico ::

Além de pedir à comunidade internacional este compromisso, o coletivo que reúne líderes políticos e acadêmicos da região faz um chamado para que se denuncie o bloqueio imposto pelos Estados Unidos aos países latinos.

*Notícia publicada originalmente na teleSUR.

Edição: teleSUR



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here