Detalhes no cuidado com as cidades – Agência Brasília

0
19


Candangolândia: meios-fios arrumados mudam a aparência da cidade| Foto: Divulgação

O cuidado com o Distrito Federal é feito nos mínimos detalhes. Além de recolher entulho, tapar buracos, podar árvores e manter os equipamentos públicos limpos, as equipes do GDF Presente têm como missão arrumar os meio-fios danificados pelos anos de uso ou por acidentes de trânsito antes de o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) pintá-los. Essa semana, na Candangolândia, as equipes do Polo Central Adjacente II, em conjunto com a administração regional, trabalham para consertar as guias das principais avenidas da cidade.

As bordas das calçadas constantemente são quebradas por caminhões que passam em cima delas e sofrem com a ação do tempo. O trabalho na Candangolândia, por enquanto, é feito na Avenida dos Transportes, mas será expandido para toda a cidade. Quem garante é o administrador da cidade, André Luiz Gonzalez Rodriguez. Segundo ele, há uma equipe de servidores destinada apenas para fazer o levantamento dos meio-fios, como o serviço é chamado.

O meio-fio quebrado é consertado para depois receber a pintura| Foto: Divulgação

“É um serviço relativamente simples, mas que muda a aparência da cidade”, diz Gonzalez. “E além do aspecto visual, o meio-fio ajuda a encaminhar a água que se acumula na pista para o bueiro. Isso é especialmente importante agora que a época de chuvas se aproxima. Quando na calçada está faltando um meio-fio, a água acaba se dissipando e não tendo uma destinação correta”, ressalta.

O conserto das guias também é prioridade do Polo Leste nas quatro cidades onde trabalha: Jardim Botânico, Itapoã, São Sebastião e Paranoá. Na semana passada, quando estavam no Itapoã, as equipes repararam os meio-fios do Del Lago.

Orientação do governador

Nessa gestão, os servidores das administrações, do GDF Presente e do SLU são orientados a pular a pintura da peça de meio-fio danificada, consertá-la para depois pintá-la. Os meio-fios são fabricados pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e entregues para os sete pólos prontos. A ordem é fazer uma nova base de terra para a peça, encaixá-la no lugar correto, concretá-la com cimento para só depois pintar.

Foi o governador Ibaneis Rocha que se incomodou com a prática adotada por outras gestões de pintar meio-fios “caídos”. “Em uma das nossas primeiras visitas ao Gama, no começo da gestão, ele viu meio-fios quebrados e recém-pintados e disse que era um absurdo fazer isso”, conta o secretário de Governo, José Humberto Pires. “Daí eu lancei o desafio para os administradores de acabar com esse hábito”.

A determinação é antes de pintar as bordas das calçadas, colocá-las em pé. O assunto é tão sério para o GDF que se tornou um programa batizado de Pintar em Pé (PEP). “A gente via uma fila de meio-fio arrumadinha. E tinha dois ou três caídos. Quando pinta, você está chamando atenção para o problema”, afirma José Humberto. “Esse é o cuidado que temos com a cidade”, ressalta.

A comunidade reconhece a qualidade do trabalho. A empresária Jaciane Graisse de Faria Lira, 43 anos, mora desde que era criança na Candangolândia e diz que a cidade melhorou muito nos últimos 22 meses. “Todo dia a gente vê a administração trabalhando. Eles recolhem lixo, hoje estavam limpando os bueiros, os meio-fios em frente à minha casa estão todos branquinhos”, afirma a moradora da QRO A, quadra em frente à Avenida dos Transportes. “A cidade tem outra cara, parece um interior bem cuidado”.

Podas de árvores no Cruzeiro | Foto: Divulgação

Cuidados no Cruzeiro

O Polo Central do programa está trabalhando no Cruzeiro. As equipes fizeram podas de árvores nas quadras 2 e 6 do Cruzeiro Velho, limpeza com varrição e coleta de folhas secas na quadra poliesportiva da quadra 601 do Cruzeiro Novo e reparos na rede de esgoto da administração regional.

A equipe do Polo construiu uma calçada de 48 metros quadrados em parceria com os moradores do condomínio do bloco B da quadra 1303 do Cruzeiro Novo e com a administração da cidade. A comunidade doou o cimento, a administração regional cedeu a mão de obra e máquinas do GDF Presente.

Em Sobradinho, caminhões do Polo Área Norte patrolaram e fizeram ajustes de vias sem pavimentação na DF 247, na parte da Rota do Cavalo que fica na região administrativa, apesar do calor e da seca.

Galeria de Fotos

Detalhes no cuidado com as cidades



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here