Caps II do Gama ganha reforço para sair do papel – Agência Brasília

0
16


A instalação de um Centro de Atenção Psicossocial II (Caps II) no Gama já tem recursos previstos de R$ 1,3 milhão para serem repassados pelo Ministério da Saúde, R$ 478 mil da Lei Orçamentária Anual e hoje (8) ganhou um reforço especial para que saia do papel. O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, e a secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal, Mayara Noronha Rocha se reuniram para discutir o projeto e visitaram o local da obra.

O Caps II do Gama será construído em uma área de 608 metros quadrados na saída do Gama (SNO Q 2 – Ponte Alta Norte), próximo ao Detran. O Centro irá atender a uma população estimada de 290 mil habitantes, além dos usuários da região do Entorno. De acordo com o levantamento da Superintendência da Região de Saúde Sul, hoje, 12% da população necessita de atendimento na saúde mental e 3% já sofre com algum tipo de transtorno.

A secretária Mayara Noronha reforça que “a saúde mental é uma área fundamental para o Estado se desenvolver. É uma área sensível e necessária, pois nem todo mundo tem condições de pagar um tratamento”. Ela lembrou que “este é um momento difícil para toda a sociedade e precisamos ampliar esses atendimentos na rede pública. É um campo repleto de desafios, mas que pode ser muito melhorado. Por isso, temos que unir esforços para proporcionar o acesso à população”.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, alertou para o fato de que os transtornos mentais como, ansiedade, crises de pânico e depressão se agravem após a pandemia. “Todos os Caps possuem equipes multidisciplinares preparadas para atender as pessoas que necessitam de acompanhamento, principalmente depois da pandemia, que está desestabilizando emocionalmente muitas pessoas”, acrescentou o secretário.

Este é um momento difícil para toda a sociedade e precisamos ampliar esses atendimentos na rede públicaMayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social do DF

Segundo o superintendente da Região de Saúde Sul, Lucimir Pessoa, o resgate da humanidade e a devolução da dignidade após o tratamento são os principais ganhos para a sociedade em geral, pois uma pessoa com graves transtornos mentais causa problemas em toda a família e se torna um fardo para a sociedade.

Demanda por atendimento

Luciana Caixeta Mendes, psicóloga e diretora de Atenção à Saúde da Região Sul conta que a instalação da unidade atende a uma reivindicação antiga da população do Gama. “O Caps II do Gama será voltado para os transtornos psicológicos, que precisam de um atendimento mais acolhedor”, explica.

Os Centros de Atenção Psicossocial II são unidades que integram a Rede de Atenção Psicossocial do DF. É um serviço de caráter aberto e comunitário constituído por equipe multiprofissional e que atua sobre a ótica interdisciplinar. Realiza atendimento de adultos acima de 18 anos em sofrimento psíquico e/ou transtorno mental grave e persistente seja em situações de crise ou nos processos de reabilitação psicossocial.

*Com informações da Secretaria de Saúde



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here