Servidores temporários garantem atendimento a pacientes no hospital anexo ao HRC – Secretaria de Saúde do Distrito Federal

0
17
Servidores temporários garantem atendimento a pacientes no hospital anexo ao HRC – Secretaria de Saúde do Distrito Federal
Servidores temporários garantem atendimento a pacientes no hospital anexo ao HRC – Secretaria de Saúde do Distrito Federal

imagem16-07-2020-12-07-34
imagem16-07-2020-12-07-34

Profissionais foram chamados em processo seletivo da Secretaria de Saúde

 

LEANDRO CIPRIANO, DA AGÊNCIA SAÚDE

 

Funcionando desde segunda-feira (13), o hospital modular anexo ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC) já tem 31 pacientes internados em sua estrutura, em recuperação após o tratamento para combater o coronavírus. Trinta deles estão nos leitos clínicos e um na sala de isolamento, por possuir comorbidades.

 

imagem16-07-2020-12-07-35
imagem16-07-2020-12-07-35

Hospital Modular anexo ao HRC foi uma doação da empresa JBS ao Governo do Distrito Federal – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

A transferência dos pacientes do HRC para o hospital modular só foi possível após a nova unidade ter à disposição profissionais de saúde que garantissem o atendimento nos leitos. Todos foram chamados por meio do Processo Seletivo Simplificado Emergencial, aberto pela Secretaria de Saúde com o objetivo de convocar servidores temporários para reforçar o combate à Covid-19 durante a pandemia.

 

“Não teríamos condições de assumir o hospital modular sem esses profissionais. A vinda deles foi providencial, porque o HRC precisava muito desse novo espaço para receber os pacientes com Covid”, avaliou a supervisora de Enfermagem da Unidade de Medicina Interna (Umei), Maria Lopes, uma das responsáveis pela equipe que atua no local.

 

imagem16-07-2020-12-07-38
imagem16-07-2020-12-07-38

Pacientes com Covid-19 contam com uma nova estrutura de saúde pública no DF – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

A supervisora reforça que a estrutura recém-inaugurada conta com insumos, medicamentos e equipamentos de proteção individual (EPIs) disponíveis para todos.

 

“Além disso, na hotelaria não falta nada, assim como na nutrição e na farmácia. E tudo que diz respeito a proteção dos servidores está a contento. É uma estrutura impecável, e a medida que mais recursos humanos forem chamados, mais leitos poderemos abrir, até completar a capacidade total”, informou.

 

De acordo com a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida, a previsão inicial é que o hospital modular tenha o total de 148 servidores temporários. Conforme a análise da Secretaria de Saúde, essa é a quantidade necessária para atender os 73 leitos disponíveis na unidade.

 

imagem16-07-2020-12-07-40
imagem16-07-2020-12-07-40

Profissionais de saúde foram contratados para atuar no hospital modular – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

“Ao todo, serão 18 médicos, 30 enfermeiros e 100 técnicos de enfermagem. Apesar do hospital já ter recebido os primeiros servidores convocados, a vinda de mais profissionais vai reforçar a força de trabalho. Sem eles, não teríamos condições de ter o hospital funcionando totalmente”, ressaltou a gestora.

 

A expectativa é que o restante dos servidores seja chamado nas próximas etapas do Processo Seletivo Simplificado Emergencial. Até o momento, já foram convocados 500 profissionais temporários para complementar o cadastro da Secretaria de Saúde e reforçar o atendimento à população durante a pandemia.

 

imagem16-07-2020-12-07-47
imagem16-07-2020-12-07-47

Leito de internação do hospital modular – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Agora, as chamadas dos temporários continuarão ocorrendo para atender o Hospital Regional de Samambaia (HRSam). A unidade abriu sete leitos de UTI e 12 de cuidados intermediários, todos para atendimento dos pacientes em tratamento da Covid-19.

 

EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here