Justiça 'vai pra cima' e manda bloquear contas bancárias de Leonardo Araujo da DD Corporation

0
45
Justiça 'vai pra cima'  e manda bloquear contas bancárias de Leonardo Araujo da DD Corporation
Justiça 'vai pra cima' e manda bloquear contas bancárias de Leonardo Araujo da DD Corporation

Alegando que o esquema montado por Leonardo Araujo com a DD Corporation se assemelha a uma fraude o Tribunal de Justiça da Bahia determinou bloqueio em contas bancárias vinculadas a empresa e seu CEO.

Assim, a Justiça atendeu o pedido de um investidor que afirma ter aplicado cerca de R$190.931,00 no suposto golpe.

“Defiro o pedido de urgência para determinar o bloqueio, por meio dos sistemas informatizados mantidos por este Egrégio Tribunal de Justiça, de bens disponíveis em nome dos acionados até o limite do valor de R$190.931,00”, destacou a decisão.

Fraude

Segundo o TJBA o caso da DD pode ser considerado uma fraude já que a empresa não possuía registro nas instituições federais necessárias como é o caso da Comissão de Valores Mobiliário (CVM).

Além disso, segundo a Justiça, em casos como o da DD é comum os golpistas fugirem com o dinheiro das vítimas.

“Em verdade, em casos como o presente os agentes cometedores dessa modalidade de ilícito costumam dilapidar e ocultar o patrimônio com o intuito de dificultar o ressarcimento futuro às vítimas”, disse a decisão.

Assim, em sua decisão a Justiça alega que o bloqueio dos valores em contas bancária é necessário para que não haja dilapidação do patrimônio.

“No entanto, diante da indisponibilidade da plataforma digital, da notícia de quebra da empresa e ausência de informação do paradeiro do seu responsável legal, tenho necessidade de deferimento tutela antecipada com o objetivo de assegurar que haverá patrimônio suficiente para garantir o ressarcimento dos valores despendidos pelos agravantes”, justifica.

Golpe

Comandada por Leonardo Araújo a Dreams Digger tinha sua sede supostamente na Bahia, contudo, não tinha autorização ou dispensa da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para atuar no mercado de investimentos, seja com reais ou com criptomoedas.

Portanto suas atividades eram ilegais no país.

A estratégia da empresa foi montada por meio de ações de Marketing Multinível.

Assim, para angariar novos clientes a empresa prometia bônus por indicação e garantia rentabilidade também em cima dos novos usuários que fossem adicionados na plataforma.

Portanto, usando táticas muito comuns em esquemas de pirâmide financeira.

Embora prometesse lucros de até 4% ao dia, a DD, em determinado momento parou de pagar seus investidores.

Assim, por suas atividades ilegais, a empresa começou a ser investigada pela Polícia Civil e Ministério Público

Com a justiça no “pé”, a Dreams Digger parou de pagar o suposto lucro de seus investidores no final de 2019, alegando ter sofrido um ataque hacker.

Após o suposto ataque hacker, a empresa cortou o pagamento de seus clientes e seu presidente Leonardo Araujo prometeu diversas datas para retomar os pagamentos, contudo, nenhuma dessas promessas foi cumprida.

Vida de luxo com dinheiro “roubado” dos investidores

Áudios vazados nas redes sociais revelaram que o Araújo saiu do Brasil e passou a ter uma vida de luxo em Portugal e em Dubai, supostamente com o dinheiro dos investidores da empresa que ainda estão sem receber.

“A empresa era certamente um golpe. A Dreams Digger é pirâmide financeira”, destacam declarações da Polícia Civil, da CVM e do Ministério Público.

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here