Casos de covid-19 na Trensurb preocupam metroviários que pedem testagem de todos os funcionários – Sul 21

0
22
Casos de covid 19 na Trensurb preocupam metroviários que pedem testagem de todos os funcionários   Sul 21
Casos de covid 19 na Trensurb preocupam metroviários que pedem testagem de todos os funcionários Sul 21

imagem15-07-2020-20-07-38
imagem15-07-2020-20-07-38
Sindicato quer que a Trensurb faça testagem em todos os funcionários. (Foto: Facebook/Sindimetrô)

Da Redação*

A confirmação de que cinco metroviários testaram positivo para covid-19, acendeu a luz vermelha para a direção do Sindicato dos Metroviários do Rio Grande do Sul (Sindimetrô-RS). A entidade receia que possa ocorrer um surto de coronavírus entre a categoria, já que a maioria dos metroviários trabalha em regime de escala, o que aumenta, potencialmente, os riscos de contágio.

Desde que foi decretado estado de calamidade pública no Rio Grande do Sul, em março, o Sindimetrô vem pedindo à direção da Trensurb para que faça testes nos metroviários. Em reunião no Tribunal Regional do Trabalho, a direção da empresa assumiu o compromisso de testar todos os funcionários, mas, até agora, nenhum teste foi feito, assinala o Sindimetrô.

O sindicato lembra que pesquisas científicas já apontaram que uma pessoa infectada pode contaminar entre 5 e 7 pessoas. “Também por isso, se faz necessário o afastamento imediato e a testagem dos colegas que tiveram contato com outro contaminado. A empresa tem obrigação de zelar pela saúde dos seus funcionários e dos usuários. A omissão pode desencadear uma disseminação descontrolada do coronavírus”, alerta Luís Henrique Chagas, presidente do sindicato.

O Sindimetrô firmou uma parceria com a Escola de Saúde da Unisinos, que já permitiu que 30% dos metroviários, que atuam na linha de frente do trem, fossem testados. “Só que é pouco, diante do tamanho da empresa e do volume de passageiros, que são transportados diariamente. Seguimos exigindo da Trensurb que teste os trabalhadores”, diz Chagas.

A posição da Trensurb

Quanto aos testes positivos para Covid-19 realizados pelo Sindimetrô-RS, a Trensurb afirma que não foi notificada pelo sindicato nem pelos próprios empregados até o momento. Em nota enviada ao Sul21, a empresa afirma que a última informação recebida do Sindimetrô quanto à testagem foi de que não havia resultados positivos. “Dentre todo o quadro funcional, até o momento, tivemos oito empregados diagnosticados com a doença, cinco dos quais já se recuperaram e retornaram ao trabalho e três que estão afastados no momento. A orientação a todos os empregados é que sigam as orientações médicas, permanecendo afastados do trabalho em caso de diagnóstico ou suspeita de Covid-19 e notificando a empresa”, diz a nota.

A Trensurb afirma ainda que está trabalhando para mitigar os riscos de transmissão da doença, tanto entre os metroviários quanto entre os usuários do metrô, buscando manter-se sempre atualizada conforme as orientações das autoridades e dos órgãos de saúde. Entre essas medidas, a empresa cita a contratação, junto ao Sesi-RS, de prestação de serviço de triagem dos empregados nos ambientes de trabalho, incluindo a realização de um número limitado de testes. “Desde o início de julho, uma equipe de técnicos de enfermagem atua em diversos setores buscando identificar sintomas condizentes com a Covid-19 e avaliando a necessidade de encaminhamento para serviços de saúde e de aplicação dos testes. O contrato em execução tem duração de 45 dias, durante os quais os serviços e seus resultados serão avaliados. Essa avaliação deverá orientar a realização de uma nova contratação por um período mais longo, incluindo mais testes e eventuais mudanças nos procedimentos”, assinala a empresa.

*Com informações do Sindimetrô-RS.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here