Banco24Horas inaugura saque no comércio e clientes podem usar padaria, farmácia e supermercado para retirar dinheiro

0
31
Banco24Horas inaugura saque no comércio e clientes podem usar padaria, farmácia e supermercado para retirar dinheiro
Banco24Horas inaugura saque no comércio e clientes podem usar padaria, farmácia e supermercado para retirar dinheiro

A empresa TecBan que controla o Banco24Horas lançou nesta última quarta-feira (14) o saque de dinheiro no varejo. De acordo com o Valor, a medida permitirá que clientes utilizem o comércio para concluir operações de retirada de valores.

Com o serviço disponibilizado os consumidores podem fazer saques em estabelecimentos credenciados ao Banco24Horas. Segundo a instituição, nenhuma tarifa será cobrada pelo saque de dinheiro no comércio.

No total, mais de 100 empresas já aderiram ao projeto do Banco24Horas, incluindo fintechs, comércios e instituições financeiras. A proposta do projeto da maior rede de caixas eletrônicos do Brasil é oferecer o serviço em 100 mil empresas parceiras até o final de 2020.

Sacar dinheiro no comércio pelo Banco24Horas

O Banco24Horas permitirá o saque de dinheiro em estabelecimentos comerciais sem a necessidade do uso de um caixa eletrônico. A medida permitirá que consumidores tenham acesso ao dinheiro de forma facilitada em farmácias, supermercados e até padarias.

O projeto de oferecer saques de dinheiro no varejo é voltado também para a democratização do acesso ao sistema bancário. Para o Banco24Horas é importante oferecer o serviço em cidades com pouca ou nenhuma estrutura bancária.

Inicialmente, a função de saque no comércio será disponibilizada em 15 cidades brasileiras contemplando locais de difícil acesso a serviços bancários. Algumas cidades contempladas com a novidade são: Piracuruca (Piauí), garrafão do Norte (Pará) e Centro do Guilherme (Maranhão).

Em cinco meses o serviço deverá ser expandido para outras cidades, com a projeção de cem mil estabelecimentos e empresas credenciadas até o final de 2020. 

Um QR Code poderá ser utilizado na validação dos saques do projeto da TecBan. Além disso, o saque de dinheiro será permitido com o uso do cartão em um sistema integrado ao estabelecimento credenciado.

A empresa aposta em oferecer serviços bancários para consumidores em áreas residenciais, evitando o uso de bancos e caixas eletrônicos. Segundo justificativa do projeto em atender localidades remotas, 60% dos saques em dinheiro são feitos por consumidores das classes C,D e E.

Projeto pode aumentar a circulação do real

Os saques de dinheiro no varejo do Banco24Horas podem contribuir para o aumento da circulação de dinheiro no Brasil. No país, somente 3,9% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro está em circulação através de dinheiro físico.

Em comparação com outros países, na Índia 9% do PIB circula através de dinheiro no comércio. Enquanto isso, no Japão 21% do PIB está em circulação pelo país.

No Brasil houve um aumento considerável de circulação de dinheiro com a pandemia do Novo Coronavírus. O dinheiro em circulação no país aumentou em 30% devido a distribuição do auxílio emergencial.

De acordo com Jaques Rosenzvaig em entrevista ao Valor, o projeto deverá democratizar o acesso a serviços bancários. O diretor-geral da TecBan fala também que as operações no varejo podem reduzir os custos operacionais dos saques em dinheiro.

“Queremos promover inclusão financeira. O modelo de caixas eletrônicos tem limitação de custos e segurança.”

O saque de dinheiro em estabelecimentos comerciais já foi testado anteriormente no Brasil. Em 2010 as bandeiras Visa e Mastercard criaram um projeto similar ao do Banco24Horas. No entanto, não houve grande adesão ao sistema, que foi descontinuado.

Leia Mais:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here