Brasil registra 1.300 novas mortes por covid-19 em 24 horas – Sul 21

0
24
Brasil registra 1.300 novas mortes por covid 19 em 24 horas   Sul 21
Brasil registra 1.300 novas mortes por covid 19 em 24 horas Sul 21

País já tem quase 2 milhões de casos da doença Foto: Alex Rocha/PMPA

Da Redação*

Foram confirmados 1.300 óbitos e 41.857 novos casos de coronavírus no Brasil nas últimas 24 horas, segundo balanço divulgado no fim da tarde desta terça-feira (14) pelo Ministério da Saúde. O país registra agora 74.133 mortes e 1.926.824 infectados pela doença. 1.209.208 são considerados recuperados. Na semana passada, o número de óbitos diários havia se mantido na casa dos 1.200.

O Estado de São Paulo, onde se concentram o maior número de mortes e de casos da doença, contabilizou 417 óbitos pelo novo coronavírus em 24 horas, número próximo ao recorde diário, registrado no dia 23 de junho, quando 434 morreram em decorrência do vírus. Com isso, o Estado soma 18.324 mortes pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

SP também contabilizou, em 24 horas, 12 mil novos casos de covid-19, número próximo do recorde diário, ocorrido no dia 2 de julho, que teve 12.244 novos casos. Assim, o estado chegou à soma de 386.607 pessoas infectadas pela doença.

O número de pessoas internadas em todo o Estado de São Paulo em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus subiu muito hoje, ficando acima de 15,2 mil e batendo recorde. Há 6.173 pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTI) de todo o Estado, um número acima da média, que costuma ficar entre 5 mil e 6 mil pacientes. Há ainda 9.116 pacientes internados em enfermaria. A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado gira em torno de 66,2%, enquanto na Grande São Paulo está em torno de 64,9%.

O Rio Grande do Sul, embora esteja na 16ª posição na tabela do Ministério da Saúde, vê os números de casos e mortes avançarem rapidamente nas últimas semanas. Hoje o Estado teve recorde mortes para o período, com 65 óbitos em 24 horas, chegando a 1.060 vítimas fatais da doença. Além disso, a situação dos leitos de UTI também se complica. Na tarde desta terça, 74,4% estavam ocupados. Em Porto Alegre, eram 83,4%.

*Com informações da Agência Brasil

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here