Hospital modular anexo ao HRC é inaugurado com 73 leitos para Covid-19 – Secretaria de Saúde do Distrito Federal

0
33
Hospital modular anexo ao HRC é inaugurado com 73 leitos para Covid 19 – Secretaria de Saúde do Distrito Federal
Hospital modular anexo ao HRC é inaugurado com 73 leitos para Covid 19 – Secretaria de Saúde do Distrito Federal

imagem13-07-2020-20-07-40
imagem13-07-2020-20-07-40

Unidade começa a receber pacientes a partir desta segunda-feira (13)

 

LEANDRO CIPRIANO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

 

Depois de 33 dias em obras, o hospital modular anexo ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC) foi inaugurado e entregue à população nesta segunda-feira (13). Doado pela empresa JBS ao Governo do Distrito Federal (GDF), a estrutura possui 73 leitos de internação para reforçar os atendimentos no HRC, que desde 8 de junho passou a receber pacientes com Covid-19.

 

imagem13-07-2020-20-07-42
imagem13-07-2020-20-07-42

O Governador do DF, Ibaneis Rocha, e autoridades locais participaram da inauguração da unidade – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

“Essa doação traz um significado muito importante. Nós nos reinventamos nessa crise para poder fazer a população sobreviver”, afirmou o governador Ibaneis Rocha, presente na inauguração. “Hoje estamos aqui, nessa parceria com o setor privado, entregando mais um hospital que, ao lado do HRC, vai atender toda a população de Ceilândia”, ressaltou.

 

Também na solenidade, o secretário de Saúde, Francisco Araújo, destacou que as atividades do hospital modular começam a funcionar no mesmo dia da inauguração. A previsão inicial é que os primeiros 30 pacientes já sejam transferidos para o local.

 

imagem13-07-2020-20-07-46
imagem13-07-2020-20-07-46

Hospital Modular tem 73 leitos para atender pacientes com Covid-19 – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

“O HRC nunca teve tantos leitos voltados para Covid-19 como hoje. Agradeço ao governador Ibaneis pela confiança, e por nos dar condição, à empresa pela iniciativa e a todos da equipe de Saúde, por fazer parte desse processo de mudar a realidade da saúde de Brasília. Vamos passar por essa pandemia cuidando da população do Distrito Federal”, ressaltou Francisco Araújo.

 

“É uma satisfação para a JBS fazer um ato solidário para ajudar nesse momento tão crítico. Todo mundo precisa juntar forças para fazer o bem e sair dessa crise da melhor forma possível”, ressaltou o CEO da empresa, Wesley Filho, durante a inauguração.

 

FUNCIONAMENTO IMEDIATO – Para garantir o atendimento no hospital modular, foram convocados servidores contratados em processo seletivo temporário. Serão lotados 18 clínicos gerais, 30 enfermeiros e 100 técnicos de enfermagem, totalizando 148 servidores temporários.

 

imagem13-07-2020-20-07-49
imagem13-07-2020-20-07-49

 

A estrutura comporta 70 leitos de enfermaria e outros três de isolamento, para receber pacientes com sintomas gripais e comorbidades.

 

As salas voltadas aos leitos de isolamento possuem máquinas de pressão negativa, que faz a exaustão do ar para o meio externo, reduzindo a circulação de contaminação no ambiente interno. Nenhum hospital da rede pública possui esses equipamentos. As salas também têm uma área reservada para profissionais de saúde se paramentarem, chamado anti-câmera.

 

imagem13-07-2020-20-07-51
imagem13-07-2020-20-07-51

Leitos com pontos de oxigênio e isolamento – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

A unidade tem aproximadamente 1.015 metros quadrados de construção. Ela contempla 54 módulos hospitalares refrigerados e uma rampa de ligação entre o hospital modular e o HRC.

 

imagem13-07-2020-20-07-54
imagem13-07-2020-20-07-54

Rampa de acesso para o HRC – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

MEDIDAS – A instalação da unidade integra uma série de medidas adotadas pelo GDF para atender a população infectada pela Covid-19 e, ao mesmo tempo, reduzir a incidência da doença em Ceilândia. A região administrativa registra a maior quantidade de casos do Distrito Federal.

 

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceilândia, 20 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) já foram abertos para pacientes com a Covid-19. A região administrativa também receberá uma nova UPA, com previsão de entrega para dezembro.

 

imagem13-07-2020-20-07-00
imagem13-07-2020-20-07-00

Leitos de UTI na UPA de Ceilândia – Foto: Davidyson Damasceno/Iges-DF

Além disso, Ceilândia ainda terá um hospital de campanha construído pelo GDF. Serão 60 leitos, sendo 20 com suporte respiratório e 40 de enfermaria. A ordem de serviço foi assinada nesta segunda-feira (13) pelo governador Ibaneis Rocha e pelo secretário de Saúde, Francisco Araújo.

 

JBS – A JBS, por meio do programa “Fazer o Bem Faz Bem”, vai doar R$ 11 milhões para o enfrentamento do coronavírus no Distrito Federal, incluindo no valor a construção do hospital acoplado.

 

imagem13-07-2020-20-07-04
imagem13-07-2020-20-07-04

Hospital Modular foi uma doação da empresa JBS ao Governo do Distrito Federal – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Além da nova unidade em Ceilândia, Brasília tem recebido da JBS equipamentos de proteção individual (EPIs), itens de higiene e limpeza e cestas básicas para instituições sociais do DF, que devem impactar mais de 2,5 milhões de pessoas.

 

As doações integram um esforço nacional da JBS de enfrentamento à Covid-19. Ao todo, a empresa pretende doar R$ 400 milhões a 19 unidades da Federação e a mais de 200 cidades.

 

EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA

REVISÃO – JOSÉ AMÉRICO

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here